domingo, 29 de janeiro de 2012

Putinha da Cinelândia

PUTINHA DA CINELÂNDIA
 
Estávamos, eu e meu marido, curtindo um começo de noite no Amarelinho da Cinelândia, no centro do Rio, quando avistei, na minha frente, um homem olhando-me meio que de "rabo de olho", como se diz, pois ele viu que eu estava acompanhada. Ele era negro, alto, bem arrumado, um belo espécime de homem. Quando percebi que ele me olhava, safada e putinha que sou, abri as pernas de modo a estigá-lo, deixando aparecer minha calcinha vermelha e minhas pernas malhadas. Ele ficou louco e quase não conseguia disfarçar a excitação, mas sempre temendo que meu marido percebe-se. Fiz um sinal discreto que irira ao banheiro, para que ele fizesse menção de ir ao banheiro também. Sussurrei ao ouvido de meu marido que iria "à caça", pois tinha arranjado um "bofe" maravilhoso e que estava a fim de ser traçada por ele. Meu marido riu e desejo-me boa sorte, deizendo que eu era mesmo uma putinha safada. Levantei-me e meu negão veio logo atrás. Atrasei o passo e deixei ele passar.Quando chegou perto da porta do banheiro, num recuo, enconstei-me nele e disse que estava interessada nele. Ele suava frio, sempre olhando na direção da rua, procurando meu marido. Apresentei-me e ele falou seu nome.Na hora dos beijinhos no rosto, beijei-lhe do ladinho da boca e depois tasquei-lhe um beijo ardente. Senti seu pau imediatamente endurecer dentro da calça.Ele me apertou, envolvendo-me em seus braços.Nesta hora, o tesão falou mais alto que o medo.Desfeita aquele cena, fomos ambos ao banheiro ( infelizmente, cada um no seu rs rs ). Nos encontramos novamente na saída do banheiro, e eu lhe disse que aquele comigo era mesmo meu marido,mas que éramos um casal liberal, praticantes do swing, e convidei-o a sentar conosco. Ele achou estranho e custou a acreditar, voltando a sentar em sua mesa. Quando sentei, expliquei o ocorrido ao meu maridinho, que fez um sinal de positivo para o meu negão, que resolveu se juntar a nós. Papo vai, papo vem, resolvemos sair dali. Entramos em sua pick up importada rumo ao Mirante do Pasmado ( Botafogo). Chegando ao estacionamento, saímos do carro e fomos, os três, a um canto deserto do mirante. Imediatamente, pulei no pescoço do meu novo amante e pasquei-lhe um beijo de cinema.Ele ficou louco e logo com a pica dura. Meu marido assistia a tudo, já tocando uma punheta na sua pica já muito dura. Virei-me para meu marido e coloquei sua tora todinha da boca. Meu nego me agarrou por trás e começou a apertar sua pica,ainda dentro da calça, contra a minha bundinha, já quase toda exposta na microssaia que eu vestia. Não aguentou muito e tirou logo sua pica da calça, fazendo-me virar pra lubrificá-la com uma chupada gostosa como a que eu dei naquela enorme pica preta, grossa e comprida ( como eu adoro), Senti seu coração pulsando na ponta da pica e pedi a ele para enterrá-na minha buceta molhadinha, o que fez imediatamente, logo que colocou uma camisinha. Quando senti aquele pau monstruoso entrando na porta da minha xaninha, dei um urro, misto de dor e de prazer, pedindo para ele não parar, o que quer que eu falasse, enquanto meu marido me beijava ardentemente. Então, meu deus grego enterrou sem dó aquela tora de uma só vez. Vi estrela, vi cometas, vi sistemas planetários nunca antes vistos.Gritei: "soca, soca esta porra, me arrebenta, me rasga". E ele obedeceu, fudendo num ritmo frenético, até não aguentar mais. Quando percebi que ele iria gozar, pedi que gozasse na minha bunda, no lado de fora. Foi tanta porra que ele me lambuzou toda. Senti o leitinho escorrendo pelas minhas costas e bunda e indo até a bucetinha, pois ainda estava meio que de quatro. A porra escorria e pingava no chao,mas parte dela era apanhada pelos meus dedinhos, que a levava até meus lábios cedentos de porra. Depois, lambi sua pica molhadinha até que ficasse sequinha, sem uma gota sequer. Algumas pessoas lá próximas do quiosque perceberam o que estava acontecendo, mal acreditando no que presenciavam. Saímos do local como se nada tivesse acontecido e eu com a cara mais lavada deste mundo, mas muito feliz, pois tinha dado uma das mais excitantes fodas da minha vida. Depois disso, nunca mais vimos aquele homem. Que bandida que sou rs rs rs

www.michellystriper.com.br veja meu site

@michellystriper Adicione-me no twitter, me siga, e saiba o que estou fazendo.




Um comentário: