quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Meu laptop é foda ( literalmente rs rs )


    MEU LAPTOP É FODA RS RS ( LITERALMENTE )


Photo2      Um dia, meu laptop "deu pau". Não o pau que eu, como uma boa putinha safada, gostaria que desse rs, mas deu problema, deu "tilt", ou seja, não funcionava mais. Liguei para a assistência técnica, que ficou de mandar alguém para repará-lo.
    Alguns dias depois, chama alguém à porta e diz ser do serviço de reparo do laptop.Você, que está lendo este conto erótico, pensou logo "besteira", né? Se é que se pode chamar isso de besteira rs. Você deve ter pensado " e vai rolar a festa, vai rolar ! " (desculpem o plágio musical rs). Quando vi o homem , tive a certeza de que n ão haveria festa rs. Uns 60 anos de idade, aparência castigada pelo tempo. Disse que veio somente entregar a peça que seria, provavelmente, a causa do problema. Quando ele já estava de partida, olhou para uns 100 metros adiante na rua e falou : "olha lá o técnico, já está chegando". Pensei se tratar de um técnico de MMA - Mixed Marcial Arts ( popular vale-tudo), e não de um técnico de informática, pois era moreno, alto, bonito e sensual (mais uma vez, desculpe o plágio musical). Melhor que isso, somente acertar na loteria sozinha.
    Apresentações à parte, convideio-o a entrar e mostrei o meu PC 500 melhorado. Ele fez testes e disse que realmente era a peça trazida que deveria ser trocada. Ele preocupado com o boot do sistema e eu querendo colocar ele no meu esquema. Meus neurônios já funcionavam numa frequência de zilhões de hertz por segundo para imaginar uma situação de ataque, de hackear o sistema de defesa dele.
    Veio, então, a deixa, quando ele me pediu um pouco de água. Chamei-o até a cozinha, para evitar derramamento de líquido sobre o laptop, que estava desmontado sobre a mesa do escritório. Quando ele chegou perto da geladeira, derramei "acidentalmente" o copo cheio em sua blusa, que ficou completamente molhada. Imediatamente, propus a ele que tirasse a camisa que eu a secaria rapidamente. Claro, que eu o ajudei a tirar a camisa, , aproveitando para acariciar seu peito. Ele, inicialmente, achou estranho, mas quando viu minha blusa, também molhada, mostrando meus peitinhos durinhos molhados aparecendo sob a blusa branca, ele entendeu a mensagem ( que felizmente não foi via MSN, que cai toda hora rs ) e passou suas mãos na minha cintura. Logo, fui em direção ao seu rosto e dei-lhe um beijo gostoso e ardente, abraçando seu pescoço, pendurando-me nele como um arquivo anexo de um e-mail.
    Depois de alguns amassos, coloquei minhas mãos em sua pica sob a calça, que era um verdadeiro HD ( hard dick rs ). Estava muito dura. Libertei-a dali e a coloquei inteira na minha boca, mamando avidamente, loucamente, freneticamente e mais um tanto de outros advérbios de significados semelhantes. Quando ele disse que estava prestes a gozar,interrompi, pois ainda queria mais, e eu não queria um logoff agora. Ele, então, disse que agora era sua vez de "teclar". Deitou-me de costas na mesa da cozinha e tratou de chupar minha xaninha, que já estava molhada. Quanto ele sentiu ela úmida, ficou mais louco ainda, e passou sua língua como se fosse um anti-vírus procurando, fazendo varredura no computador. Vasculhou cada pedacinho da minha bucetinha. Eu senti como se fosse um choque tomado mexendo na fonte de alimentação do meu laptop.
    Depois que ele sentiu que eu gozei em sua boquinha charmosa, ele me disse que queria mais do que aquilo. Eu cliquei no link e abriu a página que dizia assim : "ele quer me fuder". Entendi a mensagem. Disse pra ele pra que ele metesse sua piroca, seu HD ( hard dick ), dentro do meu gabinete ( minha xotinha ), coisa que ele fez de pronto, enfiando lentamente, centímetro por centímetro, até sentir-se todo dentro de mim. Começou, então, um movimento gostoso de vai e vem sem parar. Suados, colados, abraçados. Quando já estava pronto pra gozar, ele falou que teria que tirar pois não aguentava mais segurar. eu falei pra ele que não tirasse, e que despejasse megabytes do seu leitinho dentro de mim. Ele ficou mais louco ainda, e num movimento intenso de entra e sai, senti os jatos de porra, no momento em que ele dava um urro, um grito de prazer.
    Depois de toda essa fudelança, nos recompusemos (desculpe, Aurélio, se estiver errado rs ) e trocamos MSN, Skype e todos os outros contatos de redes sociais. E agora, depois de ter sido seu cliente, ele é meu amante virtual, me vendo pela cam, na internet, tendo-me como striper virtual, sendo assíduo no meu site www.stripervirtual.com.br, onde faço meus shows de striper virtual .

www.michellystriper.com.br veja meu site

@michellystriper Adicione-me no twitter, me siga, e saiba o que estou fazendo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário